É só ligar o televisor que vem uma enxurrada de informações, e a maioria delas exagerada e com intuito de impressionar os expectadores. Bom, assim sempre foi, e agora com as redes sociais, que realizam grande parte do poder de propagar os acontecimentos, os noticiários das televisões e jornais tentam chamar mais atenção que as redes. Dessa forma, muito exagero é colocado no nosso cotidiano.

Vamos observar esse caso do Covid-19. É uma pandemia que está se mostrando menos letal do que a que aconteceu em 2009, com H1N1, que matava em média duas pessoas por dia no Brasil. No entanto, a preocupação e a cobertura noticiaria deste vírus nem se compara com nenhum outro caso de doença ocorrido aqui. Por que isso? Aqui no Brasil gripe nem era considerada doença. Ninguém parava sua vida por causa de gripe, e só procuravam atendimento médico caso a febre não cedesse, ou problemas respiratórios se agravassem. Mas agora tudo mudou, pessoas saudáveis estão em quarentena, com medo de um vírus que ainda não as atingiu. (?)

Pés no chão!

Mais do que nunca, agora é hora de pôr os pés nos chão! Cuidados precisamos ter em qualquer alerta de doença. Não apenas neste, do Covid-19, mas também com a dengue, hipertensão, sarampo (que está retornando e atingindo a população brasileira), DST´s e outras tantas doenças que arrebatam milhares de pessoas anualmente. Contudo, pés no chão é a medida que vai manter a saúde emocional agora, quando os exageros tomam conta de tudo.

Manter os pés no chão é observar os sinais e fazer a leitura deles. A mídia faz o alarde – pelo que mostram nas reportagens parece que estamos no apocalipse zumbi, mas quando você olha em torno, a realidade se mostra outra. Você vê apenas medo sendo disseminado. Medo não é prevenção. Medo não é bom. Medo é o mal, e o mal sempre gera mais mal. Quem me acompanha sabe muito bem disso, pois não canso de repetir.

Ainda estamos caindo no conto do mal? Vi uma matéria com uma linda moça estampada na reportagem. A face dela revelava saúde e beleza, mas a manchete dizia “luta contra o corona vírus”. Não pude acreditar. Mulher jovem, corada, com olhos brilhantes, sendo retratada como uma moribunda! Gente, por favor, pés no chão! A mídia vive da impressão, se ela não impressiona, não vende, não rende likes, não vira notícia. Só que essa impressão nos custa caro.

Lave as mão, pratique atos de higiene, se estiver gripado se recolha, ao espirrar cubra a boca, mas não espalhe medo. Observe os sinais e os siga. Faça isso por você e pelo planeta. Estamos em uma guerra espiritual e não podemos deixar o mal com vantagens. Não espalhe o mal. Não se faça mal. Fique na realidade.

error: